Japão e EUA querem liberalizar comércio digital bilateral

O Japão e os Estados Unidos concordaram em abolir tarifas sobre o comércio interfronteiriço de dados eletrônicos, incluindo vídeos, música e jogos.

Também não haverá proibição ou limites para as trocas. A ideia desta proposta é a de promover o livre comércio entre o Japão e os Estados Unidos por meio de transações pela internet e em negócios digitais.

O pacto tem o objetivo de facilitar os negócios das firmas de tecnologia da informação. Nenhum dos dois países poderá forçar empresas a compartilhar códigos fonte ou algoritmos como condição para a venda de seus produtos dentro de suas fronteiras.

Os governos dos EUA e do Japão também vão retirar quaisquer obrigações de que empresas estabeleçam servidores ou centros de gerenciamento de dados dentro de suas fronteiras como condição para que façam negócios no país.

Analistas dizem que as regras são vantajosas para os Estados Unidos, já que o país é sede das maiores empresas de tecnologia da informação, tais como Google, Amazon, Facebook e Apple.

Com tais medidas, Tóquio e Washington, aparentemente, tentam sair na liderança em termos de estabelecimento de regras internacionais no ramo da tecnologia da informação, já que algumas economias emergentes vêm aumentando suas regulações protecionistas. (da NHK – Conglomerado de mídia pública do Japão)

NHK World Japan