(Zoom) Realizado o quinto Fórum da Câmara (24/09/2021)

O quinto fórum da Câmara deste semestre, foi realizado em formato online pelos departamentos de Bens Básicos e de Equipamentos Elétricos, Informação e Comunicação, na manhã desta sexta-feira (24), das 9h30 às 10h30, com cerca de 100 participantes. O mediador do encontro foi Nolan Moritani (Tokio Marine Seguradora), presidente do Fórum.

No setor de serviços de energia, os novos pedidos são fortes, os preços dos materiais de construção e equipamentos importados estão em alta, o setor de imóveis para aluguel está se recuperando em nível de pedidos anteriores à pandemia e há necessidade de aumentar a oferta de salas, devido à disseminação do home office. O vice-presidente Kazuto Oshima (Kurashiki do Brasil Têxtil) discorreu sobre a indústria têxtil, mudanças nas tendências de vendas nas lojas físicas e e-commerce antes e depois da pandemia, preços recordes do algodão devido à alta dos preços internacionais e real desvalorizado, e um retorno às compras domésticas devido a uma redução nas importações de têxteis. A indústria de acessórios de vestuário está sofrendo com a pandemia, vendas de roupas lentas, preços de matérias-primas em alta, custos de importação crescentes, escassez de contêineres e orientação para o consumidor pós-coronavírus. Ele explicou sobre o aumento de consultas e múltiplos canais de compra, devido ao impacto da turbulência na logística internacional. Finalmente, o presidente Imagawa explicou as vantagens e desvantagens do home office constantes na enquete dos membros do departamento, a continuação ou o encerramento do home office e os problemas.

Em seguida, Yasushi Tanabe (NEC Latin America), presidente do Departamento de Equipamentos Elétricos, Informação e Comunicação, explicou que cerca de 70% das empresas associadas melhoraram de desempenho no primeiro semestre de 2021 e nas expectativas futuras, e muitas empresas se recuperaram no primeiro semestre. As tendências ainda são afetadas pela pandemia. Declínio de funcionários na maioria das empresas. O número de expatriados japoneses diminuiu, cerca de 20% em relação ao ano anterior. Na segunda metade do ano, espera-se que a situação da maioria das empresas se estabilize ou melhore em relação ao ano passado. Prevê-se nas empresas o impacto do aumento dos custos de semicondutores, outros componentes e de logística. Embora a demanda exceda em muito a oferta, há atrasos na entrega e deterioração do lucro bruto, sendo que contramedidas serão essenciais. Na visão geral, o mercado de nuvem global, a situação de operação de equipamentos e a transição na importação de máquinas-ferramenta e o número de contratos de linha de banda larga no Brasil, o início das operações do 5G nos principais países, TIC (Tecnologias da Informação e comunicação) no Brasil. Nas reivindicações da Câmara junto aos governos brasileiro e japonês incluiriam dissipar a instabilidade financeira, estabilizar a política, acelerar a desregulamentação e realizar várias reformas, promover o Acordo de Parceria Econômica – APE (em inglês, EPA – Economic Partnership Agreement) Mercosul-Japão e realizar reuniões de troca de informações para os seus membros.

No discurso de encerramento, o presidente Toshifumi Murata disse que os cinco fórus online foram concluídos com sucesso, substituindo o simpósio dos Presidentes dos Departamentos Setoriais, e voltou a agradecer aos membros do Comitê do Fórum. Segundo ele, o fórum foi uma significativa reunião de troca de informações online, e o número de participantes aumentou em comparação com o simpósio, e ajudou a fortalecer a rede de cada departamento e a obter informações úteis de outros departamentos. Embora haja um sentimento geral de que o primeiro semestre deste ano foi melhor, há preocupações de que uma redução nas importações de máquinas-ferramenta levará a uma diminuição no investimento, e há preocupações também sobre a incerteza político-econômica. O presidente disse que gostaria de continuar com a realização dos fóruns no futuro. Além disso, disse que o Comitê do Fórum está planejando realizar vários seminários depois de outubro. E ele espera que todos participem para obter informações úteis.